Alimentação para quem está com dengue


A alimentação é extretamente importante para manter a saúde, especialmente quando ela está mais debilitada. Portanto, saber o que comer para recuperá-la durante a dengue é essencial para fortalecer sistema imune.

Alimentos ricos em proteína e ferro atuam na prevenção da anemia e no fortalecimento do sistema imune. Por outro lado, quando se trata de dengue, existem alguns alimentos que devem ser evitados para não aumentar a gravidade da doença.


Desta forma, se você quer saber quais são eles, continue lendo. Afinal, quanto mais forte o corpo está, mais fácil será combater a dengue.


Alimentos indicados para se recuperar da Dengue:

Em primeiro lugar, é preciso saber quais categorias de alimentos são mais indicados. Como falamos anteriormente, o melhor a se fazer é apostar nos que são ricos em proteína e ferro. Isso porque eles aumentam a formação de plaquetas, já que a produção deste tipo de célula fica diminuída em pessoas com dengue.


Além disso, as plaquetas são as responsáveis por prevenir contra casos de hemorragia.


Portanto, listamos alguns alimentos ricos nesses quesitos que ajudam no combate a degue, são eles:

  • Carnes brancas: peixe, frango, peru;
  • Carne vermelha: com baixo teor de gordura;
  • Leite e derivados;
  • Ovos;
  • Lentilha;
  • Feijão;
  • Beterraba;
  • Grão de bico;
  • Cacau.

A vantagem na variedade de alimentos com essas propriedades é poder alternar entre eles no dia a dia. Além desses, suplementos que contém vitaminha D foram comprovados cientificamente que ajudam o sistema imunológico a combater a doença. Isso porque essa vitamina possui efeito imunomodulador. A vitamita E também é favorável nessa condição já que potege as células grças ao poder antioxidante.

Alimentos para evitar ao estar com Dengue

Apesar de ter uma gama considerável de alimentos que fazem bem ao tratamento da dengue, existem ainda os que dificultam a recomposição do corpo. No geral, os alimentos que devem ser evitados são aqueles que possuem salicilatos, que está presente em vários tipos de plantas e serve para defendê-las de certos microorganismos.

Como resultado, o consumo excessivo desses compostos podem fluidificar o sangue e acabar retardando a coagulação, o que favorece as hemorragias. Essa atitude é bastante semelhante à aspirina vendida em farmácias.

Portanto, separamos os alimentos são maléficos no tratamento da dengue:

  • Legumes: cenoura, pepino, cebola, tomate, berinjela, aipo, ervilha, brócolis, feijão verde e aspargos;
  • Frutas: acabaxi, limão, kiwi, laranja, morango, amora, tamarindo, tangerina, goiaba, melão, banana, cereja, uvas, pêssego, melão, maçã verde e mirtilos;
  • Bebidas: café, suco de fruta natural, vinhos, chá e cerveja;
  • Nozes: pistache, amendoim com casca, amêndoa, castanha do Pará e nozes;
  • Frutas secas: tâmara, passas e ameixas secas;
  • Molhos e condimentos: pasta de tomate, noz-moscada, hortelã, vinagre branco, pimenta em pó, cominho, coentro, canela, orégano, açafrão, vinagres, alho em pó, mostarda, cravo, paprica, gengibre, pimenta vermelha, erva-doce e mistura de ervas;
  • Outros: milho, óleo de coco, cereais com coco, azeitonas, mel, azeite.

Sobre a Dengue

Se você estiver sentindo dores de cabeça, dor muscular, febre alta, enjôos, indisposição, dor nas articulações, manchas vermelhas na pele, vômitos e dor abdominal, pode ser dengue. Portanto, é importante procurar um médico já no indício dos sintomas.

No geral, a recomendação é a ingestão de muito líquido e repouso. Além disso, o profissional de saúde também poderá receitar merdicamentos anti-térmicos para controlar a febre.
Já quanto a parte nutricional, é indicado uma alimentação leve com fácil absorção e digestão. Além disso, apesar do quadro de náuseas, que dificulta a alimentação, é importante ingerir pequenas porções a cada duas horas.

Conclusão

A dengue é uma doença grave que se não tratada corretamente, pode levar à morte. Portanto, ao identificar um ou mais sintomas combinados é necessário comparecer imediatamente a um posto de saúde ou pronto atendimento. Assim, os profissionais irão indicar qual o estágio da doença e indicarão qual o melhor tipo de tratamento para o seu caso.



Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.