Anvisa pretende retirar do mercado produtos Inibidores de Apetite

Acontecerá no dia 23 de fevereiro a audiência pública que vai debater o cancelamento do registro de medicamentos que contenham sibutramina e dos anorexígenos anfetamínicos, como anfepramona, femproporex e mazindol.

A intenção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária é propor a retirada total dessas substâncias (mais conhecidas como “inibidoras de apetite”) do mercado. A agência está fundamentada em pareceres técnicos recentes que comprovam o alto risco do uso continuado desses medicamentos.

Tais riscos vão desde problemas cardiovasculares e cardiopulmonares, até complicações no sistema nervoso central, fatores que já fizeram com que outros países banissem tais produtos há bastante tempo.

Por Alberto Vicente

Posts Recentes

Vital Pursuit: a inovação da Nestlé para uma dieta equilibrada e saborosa

Vital Pursuit oferece alimentos ricos em proteínas e nutrientes essenciais, alinhados às necessidades de quem usa medicação para perda de… Leia Mais

Nestlé lança alimentos congelados para usuários de Ozempic e Wegovy

A Nestlé lança a linha Vital Pursuit, alimentos congelados pensados para usuários de medicamentos GLP-1, como Ozempic e Wegovy, destacando… Leia Mais

Teste genético “Hungry Gut” revoluciona tratamento da obesidade

Novo teste genético pode prever com 95% de precisão quem perderá peso com medicamentos injetáveis. Os avanços na medicina têm… Leia Mais

Gripe aviária em vacas leiteiras preocupa especialistas nos EUA

Novo surto de gripe aviária em vacas leiteiras nos EUA levanta preocupações sobre possíveis transmissões para humanos. A detecção do… Leia Mais

Desvendando Mitos: Manteiga ou Margarina, O Que é Melhor para Você?

Em uma comparação detalhada entre manteiga e margarina, descubra qual opção é mais saudável e como influenciam sua saúde a… Leia Mais

Como o sal pode afetar drasticamente o organismo

Na trajetória humana, poucos elementos foram tão valiosos quanto o sal, chegando a ser utilizado como forma de pagamento na… Leia Mais