O Que é o Outubro Rosa? Qual o Significado e Objetivo da Campanha



Saiba aqui o que é e qual o objetivo do Outubro Rosa.

Descubra a história da campanha mundial que visa informar sobre o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce, incentivando a realização do autoexame e da mamografia.

História do Outubro Rosa: Descubra como surgiu o movimento de conscientização do câncer de mama

A história tem início por volta dos anos de 1990, em Nova York, não se sabe a data específica, mas o que conhecemos hoje como Outubro Rosa começou devido a organização de eventos de conscientização da fundação Susan G. Komen for the cure ou “Corrida pela cura”.



As corridas ocorreram no mês de outubro, cujo o objetivo era conscientizar as mulheres sobre a doença, onde cada uma delas ganhava uma fita rosa para participar da corrida.

Além das corridas, também eram organizados outros eventos como palestras e desfiles de moda que contavam com a participação de mulheres sobreviventes do câncer de mama.



Devido à proporção desse evento, o congresso americano adotou o mês como “Outubro Rosa”, dedicado a campanhas para conscientização das mulheres americanas sobre a importância da realização da mamografia.

Posteriormente, prédios e monumentos começaram a ser iluminados com a cor de rosa durante o mês de outubro, como uma forma simples e elegante de conscientizar a população.

O movimento chegou ao Brasil de forma tímida, mas em meados do ano de 2008 cresceu em popularidade e incentivo.

O que é o Outubro Rosa?

Atualmente o Outubro Rosa é comemorado pelo mundo todo e simboliza a luta mundial contra o câncer de mama, estimulando a participação da população, instituição pública e iniciativas privadas.

As ações são voltadas para a divulgação de informações sobre a doença e a importância do diagnóstico precoce, já que, uma vez que o câncer de mama é descoberto em fases iniciais, as chances de cura são altas.

Leia também:  Obesidade aumenta riscos de câncer de mama

São diversas as ações realizadas durante o mês de outubro, como: Palestras, mutirão de médicos, eventos educativos, propagandas em redes sociais e televisão e a distribuição de panfletos com instruções sobre o autoexame e a mamografia.

O que é Câncer de Mama?

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é caracterizado pela multiplicação desordenada de células da mama, gerando células anormais se multiplicando e desenvolvendo um tumor.

Existem diversos tipos desse mesmo câncer de mama, por conta disso, a doença se desenvolve de formas diferentes, alguns de forma rápida e outros mais lentamente.

Também é possível o desenvolvimento em homens, embora seja um número menor é importante ressaltar que homens também devem se prevenir.

Quais os sintomas mais comuns?

  • Dor nas mamas;

  • Nódulo na região da mama ou axila;

  • Mudanças na pele da mama, deixando semelhante a uma casca de laranja com a coloração avermelhada.

Quais os exames realizados para o diagnóstico?

A recomendação é que a própria mulher observe se há possíveis alterações na mama durante o autoexame.

Porém, o ideal além da realização do autoexame é procurar também a avaliação de um médico profissional.

Um exame comum e recomendado para mulheres com idade a partir dos 40 anos, é a mamografia. Oferecida gratuitamente pelo SUS e é realizada por um equipamento cujo nome é mamógrafo.

Autoexame: Como realizá-lo em 5 passos:

Passo 1: Coloque-se de pé, se puder ficar de frente a um espelho pode ajudar;

Passo 2: Levante uma das mãos;

Passo 3: Com a outra mão disponível examine a mama;

Passo 4: Use a polpa dos dedos para fazer movimentos circulares e analisar toda a mama;

Passo 5: Faça novamente o mesmo procedimento na outra mama.

Leia também:  Atividade Física no Tratamento contra o Câncer

Fatores de risco:

  • Hábitos de vida: Obesidade, uso de bebidas alcoólicas e cigarro;

  • Idade avançada;

  • Histórico familiar;

  • Menopausa;

  • Primeira gestação tardia, após os 30 anos;

  • Menarca precoce.

Medidas para prevenção

Para evitar o desenvolvimento da doença, existem algumas medidas preventivas recomendadas pelos médicos:

  • Hábitos de vida saudáveis: Evitar consumo de cigarro e bebida alcoólica, controlar o peso, praticar atividades físicas regularmente.

  • Amamentar;

  • Terapia de reposição hormonal: Quando recomendada e acompanhada devidamente por um profissional da saúde especialista.

Confira também, 12 dicas para prevenir o câncer, pelo portal do INCA.

Gabriele Souza

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *