Qual é o Melhor Repelente? Tipos, Cuidados e Recomendações



Confira aqui as melhores opções de Repelente Caseiro para você usar em casa.

A chegada do verão faz aumentar a quantidade de mosquitos e também de pernilongos, com isso as noites de sono são prejudicadas e durante o decorrer de todo o dia os insetos estão lá, sempre atazanando e tirando a paciência de todos. O calor faz com que a proliferação dos insetos aconteça de forma mais rápida e a situação fica insuportável.

Entre as soluções oferecidas nesta época do ano estão os repelentes, independente de serem insdustrializados ou caseiros, pois eles realmente mantém os insetos mais distantes. Os repelentes encontrados no comércio são à base de DEET, icaridina ou IR3535, mas os naturais contam com citronela, cravo da Índia e até mesmo alho para manter mosquitos e pernilongos mais distantes.



Quem está em busca de um repelente que seja menos tóxico e que mesmo assim surta bom efeito, deve optar por aqueles produtos que trazem icaridina em sua composição. Com o repelente industrializado é possível ficar uma média de 7 horas a salvo, mas depois é necessário fazer uma nova aplicação, mas os caseiros duram na pele bem menos tempo, cerca de 2 horas.

Mas independente de onde a pessoa estiver, os dermatologistas recomendam que o repelente seja aplicado no máximo três vezes ao dia, por isso é importante comprar um produto que atenda suas necessidades. Se a pessoa está em uma região onde é grande a incidência de insetos, então deve investir em um produto que dure por longos períodos.



A Sociedade Brasileira de Dermatologia divulgou uma série de informações a respeito do uso correto de repelente, por isso é bom saber que ele jamais deve ser aplicado embaixo das roupas, somente nas partes do corpo que ficarão expostas. Aplicando mais de três vezes ao dia por ocorrer intoxicação.

Caso a pessoa tenha interesse em usar também um protetor solar ou hidratante, então é preciso aplicar esses produtos e aguardar 15 minutos para só depois usar o repelente, que sempre é o último a ser aplicado sobre a pele.

Jamais o repelente deve ser aplicado no rosto, principalmente próximo ao nariz, olhos ou boca. Após o uso, é preciso lavar muito bem as mãos. Se for aplicar em criança o cuidado deve ser redobrado e nunca usar o repelente nas mãos da garotada, pois elas podem acabar levando o produto à boca ou aos olhos sem querer.

Outra dica importante é nunca dormir com o repelente na pele, é preciso tomar um banho para que o produto seja totalmente removido. E fique de olho na composição do produto porque a icaridina garante maior proteção que o DEET contra o mosquito Aedes aegypti.

Especialistas acreditam que a melhor escolha são aqueles repelentes de linhas mais naturais e que não contêm substâncias químicas em sua composição, assim o risco de toxicidade é menor. No caso das crianças a dica é usar a loção ao invés do spray.

Há várias soluções caseiras que conseguem manter os mosquitos e pernilongos bem distantes, por exemplo, algumas gotas de óleo essencial de capim-limão ou eucalipto afastam esses insetos. Coloque um pouco do óleo em um pano úmido e deixe próximo às portas e janelas para evitar que eles entrem nas residências.

Velas de citronela também são ótimas, mas é preciso tomar muito cuidado para que não causem um incêndio. Mas no mercado é possível encontrar adesivos repelentes com citronela que duram por mais tempo, eles são muito práticos. Quem tem jardim em casa, ou algum vaso, pode cultivar alecrim e menta-silvestre, pois são ótimos para espantar os insetos.

E não se esqueça de fechar portas e janelas no início da manhã e também no final da tarde, pois são os horários onde há uma quantidade maior de pernilongos e mosquitos, assim é possível evitar que eles entrem na casa, desta forma o trabalho para combatê-los será menor.

Por Russel

Post Anterior

Não há mais posts

Próximo Post

Não há mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *