Dieta Flexível – O Que é, Como Fazer, O Que Comer

Confira aqui mais detalhes sobre a Dieta Flexível.

Hoje em dia muitas pessoas estão em busca do peso ideal. E com as diversas opções de dietas, fica até complicado escolher apenas uma para fazer. A dieta flexível é uma ótima opção para quem não deseja seguir uma opção de dieta restrita. Pois como seu próprio nome já sugere, ela é considerada bem flexível e permite uma certa liberdade na hora de se alimentar. Nesse artigo vou explicar como funciona essa dieta e dar opções de alimentos ideais. Essa é uma ótima dieta para quem tem a vida corrida e mesmo assim quer manter o peso ideal.

Conheça um pouco sobre a Dieta Flexível

A Dieta Flexível é uma opção para quem deseja ter liberdade de se alimentar e mesmo assim perder peso. Ela não é restrita e não proíbe muitos alimentos ou quase nenhum. Essa modalidade de alimentação vem dando muito certo, pois quando temos a opção de comer o que gostamos, a dieta flui naturalmente. A Dieta Flexível é muito famosa aqui no Brasil e também nos Estados Unidos. Pois os resultados são satisfatórios e em pouco tempo.

A Dieta Flexível e seus macronutrientes

O segredo da Dieta Flexível está em seus macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) que estão nos alimentos. Quando uma pessoa faz essa dieta, ela se baseia nessa contagem e não em restringir um alimento em si. E é por isso que costuma dar muito certo.

Essa dieta realmente emagrece?

Sim. O grande segredo da Dieta Flexível é seguir a consciência. Como ela não é restrita, a pessoa tem a liberdade de comer o que quiser. Mas é preciso dosar essa liberdade. Se em um dia se come coisas mais calóricas, no outro é recomendado ter cautela, e assim vai levando.

Dieta Flexível aliada a exercícios

Um grande segredo de sucesso da Dieta Flexível é que a mesma deve ser aliada a algum tipo de exercício. Dessa forma se consegue comer bem e ainda eliminar mais rápido a gordura do corpo. Não é necessário puxar ferro e nem fazer maratona, basta apenas escolher um exercício prazeroso e praticá-lo 3 vezes por semana.

A Dieta Flexível seria melhor que uma dieta restrita?

Aos olhos dos nutricionistas a Dieta Flexível é mais indicada e saudável para a saúde. Pois estudos apontam que pessoas que tenham uma grande ausência de nutrientes podem desencadear alguns problemas de saúde. E geralmente quem faz a alguma dieta restritiva, já está disposto a deixar de comer muitos alimentos. Esse tipo de dieta pode até facilitar na perda de peso, mas quando ela é interrompida as chances de engordar o dobro é muito grande também.

Alimentos ideais na Dieta Flexível

A Dieta Flexível não proíbe o consumo de alimentos. Por isso, não existe uma lista ideal. O que posso dizer que vai ajudar no resultado final, é escolher os alimentos de acordo com os macronutrientes. O ideal é dosar esse consumo e tentar incluir o máximo de alimentos nutritivos nas refeições diárias. E por isso é importante conhecer as propriedades dos alimentos, assim como sua taxa calórica. Aos poucos é possível montar cardápios mais inteligentes e que ajudam no emagrecimento saudável.

Existe restrição para fazer a Dieta Flexível?

A Dieta Flexível não é indicada para alguns grupos de pessoas e entre elas estão: Lactantes, gestantes, adolescentes e crianças. Ou pessoas com algum problema de saúde e que possuem alguma indicação médica relacionada a sua alimentação.

Como iniciar essa dieta de forma certa?

A melhor forma de não errar ao iniciar a Dieta Flexível, é saber qual a finalidade de fazer a mesma. Algumas pessoas fazem essa dieta para emagrecer, manter o peso ou ganhar massa muscular. E para cada propósito se deve usar uma tabela diferente.

Seguindo todas as essas informações, é quase impossível não ter resultados com a Dieta Flexível!

Escrito por Cristiane Amaral



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *