Dieta Líquida – O Que é, Como Fazer, O Que Comer



Confira aqui mais detalhes sobre a Dieta Líquida.

Quem não tem aqueles quilinhos a mais? Quem nunca se olhou no espelho e pensou: "Preciso emagrecer!". Até acho que é uma das promessas mais feitas, principalmente pelas mulheres. Mas, qual fazer? Será que só fechar a boca resolve? E quanto a saúde, o que devemos ingerir para não per prejudicado? Hoje nós temos diversos tipos de dietas e uma delas é a "Dieta Líquida", onde substituímos os alimentos sólidos, pelos alimentos líquidos, como sopas, chás, shakes e sucos de frutas e verduras. É uma idéia um tanto louca e arriscada, mas muitas pessoas a utilizam.

Fazendo a substituição desses alimentos, esta dieta deve ser feita de 3 (três) a 7 (sete) dias e alguns cuidados devem ser tomados, como por exemplo, mulheres grávidas e em fase de amamentação não devem fazer tal "sacrifício", crianças e idosos também devem evitar e pessoas com diabetes ou com problemas renais podem ter o seu quadro clínico agravado por esta escolha alimentar.



Algumas pessoas conseguem perder peso de forma mais rápida, porém, pelo prazo mencionado ser pequeno, o "efeito sanfona" pode ocorrer com mais frequência nessas pessoas.

Alguns efeitos colaterais podem acontecer no período deste regime, como cólica, flatulência, náusea, diarréia, desidratação, o aumento ou a queda da pressão arterial e até mesmo a redução de taxa de açúcar no sangue, chamada de Hipoglicemia.



Nenhum respaldo científico foi apresentado nesse tipo de "Filosofia Alimentar", onde a perda de massa muscular pode ocorrer e até danos maiores a saúde.

Sucos de frutas e vegetais podem ser consumidos de 4 (quatro) a 8 (oito) vezes por dia, sendo naturais ou industrializados.

Uma das promessas deste tipo de dieta é fazer uma desintoxicação do fígado, ter uma melhora na aparência da pele e até melhorar o humor.

Leia também:  Suco de Beterraba - Benefícios para a Saúde

Alguns tipos de dieta alimentar líquida tem um consumo de do mínimo 800 (oitocentas) calorias durante o dia, tendo uma perda aproximada de 3 (três) a 5 (cinco) quilos durante essa semana.

Alguns médicos utilizam essa dieta para eliminar os líquidos presentes no corpo e logo após a realização da cirurgia bariátrica.

A ciência diz que essa prática é muito restritiva e que não existe nenhuma evidência comprovada, quanto aos benefícios dessa alimentação para o controle de peso e na eliminação de toxinas, até o momento. Assim foi o resultado obtido pelos pesquisadores na Austrália, em Sydney, na Universidade Macquarie (Faculdade de Medicina e Ciência da Saúde) e no Instituto de Saúde Cardíaca.

Este estudo mencionou sobre a monotonia de somente ingerir líquidos, uma vez que há a necessidade das pessoas variarem a sua dieta se saciando com texturas diferentes de alimentos, onde o índice de desistência é bem alto entre os adeptos.

Outra coisa mencionada foi a deficiência de alguns itens importantes no funcionamento do corpo, como é o caso das vitaminas, proteínas e minerais.

Mas a grande verdade é: Não existe milagre! Um regime, seja ele qual for, exige muita disciplina e esforço. Consulte um endocrinologista ou um nutricionista antes de começar este ou qualquer regime, pois alguns exames devem serem feitos para que não haja nenhum problema a sua saúde.

Além disso tudo, a decisão da dieta deve estar diretamente ligada ao estilo de vida de cada pessoa, onde a prática de exercícios físicos devem estar presentes.

Tenha muito cuidado quanto ao corte dos nutrientes que precisamos diariamente, pois isso pode acabar prejudicando o nosso organismo, trazendo possíveis doenças e até ocasionar algum dano ao nosso corpo.

Leia também:  Dicas e Cuidados para Iniciar uma Dieta

Fernando Ferreira Dias Junior

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *