Variar a alimentação traz benefícios à saúde



Não é de hoje que as pessoas buscam métodos que ajudem elas a emagrecerem. E muitas das formas mais acessíveis normalmente não garantem o resultado desejado tão rápidamente ou sem que exija sacrifícios destas pessoas. Portanto, antes de fazer qualquer investimento em dietas e fórmulas para emagrecer, o mais recomendado é sempre consultar um nutricionista.

É comum que as pessoas queiram sair cortando todos os alimentos que julgam ser ruins para o corpo, mas nem sempre o fazem corretamente. Ao invés de cortá-lo, seria melhor balancear as medidas de consumo, A variação da alimentação é sempre mais eficaz do que excluir todos os alimentos sem conhecimento sobre sua eficiência no corpo.



O corte do glúten

De acordo com a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), retirar o glúten da alimentação de pessoas que não possuem doença celíaca, alergia ou sensibilidade ao trigo é um grande erro.

Em primeiro lugar, não existe uma quantidade de evidências que provam benefícios a pessoas saudáveis que fazem uma dieta sem glúten. E até mesmo as pessoas com doença celíaca ou excesso de peso não são capazes de perder peso apenas retirando o glúten de sua alimentação.



Outro ponto significativo sobre esse assunto é que uma dieta sem glúten presente também pode ser prejudicial ao organismo. O que deve ser feito, então, é substituir o glúten (principalmente se for processado) por grãos integrais e hortaliças com baixa densidade energética.

Portanto, variar a alimentação é uma forma mais simples e saudável para se alimentar, principalmente se a pessoa deseja perder peso. E o primeiro lugar que você deve ir é ao consultório de um nutricionista capacitado para dar todas as orientações necessárias.

Leia também:  Dieta Nórdica - O que é, Benefícios para a Saúde

A importância da variação alimentar

As pessoas acabam variando o que comem, mas nem sempre essas variações são as mais corretas possíveis. Não há o costume de se atentar aos valores nutricionais de cada alimento e nem para que eles são bons. Apesar de saber que uma variedade alimentar é sempre o melhor caminho, quase nunca se põe em pratica.

Por isso, se existe o objetivo de emagrecer ou até mesmo de se manter mais saudável, a sugestão é ir a um nutricionista e dialogar. Tentar tirar as próprias conclusões do que é mais correto para comer pode não ser uma boa ideia.

Variar o que se come é tão importante quanto tomar água todos os dias para manter o corpo hidratado. Se pela manhã a pessoa ingeriu frutas, no almoço poderá se dispor de uma alimentação um pouco mais pesada e nutritiva e no jantar pode fazer um pequeno lanche.

Mas quais são as características que devem entrar em questão nessas refeições? Frutas, verduras, legumes, hortaliças e tudo isso que as pessoas já estão cansadas de saber mas não praticam.

Como variar os alimentos?

Uma dica muito simples para começar a variar a alimentação é realizar compras a cada semana ou a cada duas semanas no mês. Se em uma semana a pessoa optar por tais alimentos, na outra poderá incrementar mais qualidades e assim sucessivamente. Vale lembrar que quem vai dar o melhor parecer sobre essa metodologia é sempre um profissional qualificado.

Saber disso já é relevante para a saúde e com certeza, após incrementar essa ideia à forma de se alimentar, trará benefícios consideráveis para o corpo. O ideal é sempre unir alimentos mais densos a aqueles que são mais leves e assim, a pessoa estará colocando o combustível correto em seu organismo e sentirá que o corpo funcionará muito melhor.

Leia também:  Dieta do Metabolismo Rápido - O Que é, Como Fazer, O Que Comer

Deve-se fazer uma avaliação sobre o assunto e buscar a melhor alternativa. Mudar os hábitos alimentares e variar a alimentação será um novo método eficaz para emagrecer e se manter ainda mais saudável.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *